quinta-feira, 21 de julho de 2016

Você ainda espera que DBS se torne DBZ?


Passados 3 arcos e meio da nova fase de Dragon Ball, muitas questões acerca da procedência do mesmo são levantadas, contudo há uma máxima: o "Z" do título não foi aposentado inconsequentemente, pois o que estamos assistindo não tem tanta coisa a ver com as sagas anteriores. Para quem acompanhou Dragon Ball Z sabe que estamos falando de dois animes bastante distintos e essas diferenças não se dão somente por conta da animação. A atmosfera de ambos é antagônica. Na animação antiga a violência e o desespero imperavam, tínhamos batalhas sérias e demoradas que davam recheio a tramas simples, porém cheias de ação. Já a saga Super traz um enredo mais infantil, com um humor inteligente e inocente e a ação é em boa parte do tempo ofuscada e atenuada. Os personagens de Dragon Ball Z eram moldados pelas batalhas. Lógico, tínhamos uma pitada de comédia, mas a mesma era bastante pontual e servia apenas como uma distração. Em contrário, os novos personagens são moldados quase que inteiramente na comédia, como o exemplo mais emblemático temos a relação dos poderosíssimos Bills e Whis com a comida. Poucas foram as novas caras que tiveram uma pegada mais parecida com o Z, ouso dizer que talvez só Hitto e agora Black tenham realizado tal façanha. No fim temos personagens de Dragon Ball Z em um anime completamente diferente, um anime de humor infantil, mas ainda assim um anime bem característica do mestre Akira Toriyama. Se queremos entender Dragon Ball Super, ler Dr. Slump e Nekomajin é imprescindível. 


No fim fica a indagação se essa nova fase é boa ou ruim e aí eu te respondo: depende inteiramente dos seus gostos, visto que estamos falando de um anime com uma continuação com temática bem diferente de seu antecessor.
- Nicholas Lara


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...